Mente e pés formosos - como proteger o físico e o emocional diante das crises no ministério.


INTRODUÇÃO


A natureza do ministério, muitas vezes, leva os obreiros a viverem em situações de alta complexidade social, espiritual, política e, até mesmo, física. A exposição do obreiro e de sua família a estas situações faz parte do risco que somos chamados a enfrentar pelo propósito para o qual existimos. O cuidado dos obreiros deve ser algo de alto valor para a organização e esta deve mobilizar todos os esforços neste sentido. Mas, acima de tudo, cada indivíduo tem que se conscientizar de que ele próprio é o maior responsável por seu cuidado pessoal e familiar. O seu estilo de vida, hábitos, comportamentos e cuidados pessoais são os elementos que mais pesarão na qualidade de vida.


A prevenção é ainda a melhor forma de cuidado. É necessário que o obreiro e a organização busquem um estilo de vida que previna e minimize as situações de riscos que possam conduzir a crises no campo e assegure o bem-estar pessoal e familiar. Para isso é preciso desenvolver uma ‘cultura de cuidado’ que passe a ser adotada por todos os envolvidos na empreitada ministerial: organização, igreja enviadora, obreiro e sua família e membros no campo.


Neste artigo iremos focar, principalmente, no problema do estresse que, se não for tratado de maneira adequada, pode desencadear crises que afetarão tanto o emocional quanto o físico. Iremos apresentar o problema e fazer algumas sugestões de como desenvolver hábitos que possam contribuir para a proteção destas áreas na vida do obreiro....


CONTINUE LENDE ESSE ARTIGO PREVENTIVO, FAÇA O DOWNLOAD ABAIXO



ARTIGO PREVENTIVO - MENTES E PES FORMOSOS
.pdf
Download PDF • 2.67MB

Siga-nos:

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon