Entendendo e lidando com o luto e com as perdas



O luto é o senti􀆟mento de dor causado por uma ausência importante, seja ela simbólica – o rompimento de uma relação – ou concreta, como a morte de uma pessoa amada. Alguns definem luto como uma onda de dor e sofrimento, mágoa e medo, ira e culpa, solidão e desespero que envolve uma pessoa, quando esta sofre uma perda.


Ao longo desse processo, quem perde vive a tristeza da ausência e se vê diante do desafio de se adaptar a uma nova realidade. Nunca saímos de uma crise na mesma condição em que entramos nela. As crises nos transformam para o bem ou para o mal; nos habilitam ou nos tolhem; nos deixam mais bem equilibrados na vida ou nos deixam temerosos e desconfiados.


Uma intervenção adequada pode direcionar o fiel da balança para um ou outro lado - para um estado de crescimento e saúde ou para o lado da estagnação e da doença. Apesar de se tratar de uma situação di􀄰fícil, especialistas afirmam que é importante viver o senti􀆟mento de perda, em toda a sua extensão, e buscar, com apoio social, psicológico e espiritual, forças para reorganizar a vida.


A Bíblia está cheia de relatos sobre a morte e o luto de muitas pessoas. No An􀆟tigo Testamento, por exemplo, lemos sobre Jacó chorando a perda de José e se recusando a ser consolado, Davi lamentando a perda prematura do filho recém-nascido e a morte de Absalão durante uma batalha, e Jeremias pranteando a morte do rei Josias. Os salmos falam sobre a presença do conforto de Deus quando andamos “pelo vale da sombra da morte”; aprendemos que a Palavra de Deus fortalece aqueles cuja “alma de tristeza verte lágrimas”. Isaías nos apresenta o Messias - “homem de dores e que sabe o que e padecer” - que “tomou sobre si as nossas enfermidades e carregou as nossas dores." No Novo Testamento, as muitas passagens sobre a morte e o luto podem ser agrupadas em duas categorias. Cada uma delas está relacionada com a influência de Jesus Cristo.


Infelizmente, não existe fórmula mágica para lidar com o luto. Somente o tempo é capaz de atenuar o sen􀆟timento de profunda tristeza. O tempo de superação varia de pessoa para pessoa, portanto não se compare com os outros, uma vez que cada um tem o seu tempo; precisamos dele para aceitar que teremos de con􀆟tinuar a vida sem a pessoa que perdemos. As perdas fazem parte do nosso viver; precisamos enfrentá-las com sabedoria e respeitar o processo de luto, para que o ciclo se feche. Esperamos que as informações deste texto o ajudem a compreender este momento que você está vivendo. Que Deus o abençoe nesta caminhada de cura e restauração.


Clique aqui e leia essa cartilha completa!

Procurar por Tags
Em Destaque
Leitura Recomendada

Siga-nos:

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon