O que representa a mudança para você?

 

Para alguns, a palavra mudança causa calafrios. A ansiedade que o novo pode trazer traduz o medo do desconhecido e a sensação de ter um monstro pela frente. O assunto por vezes é tão desconfortável que é comum utilizar o verbo “sofrer” para dizer que houve mudança, como se todas elas gerassem sofrimento. Fato é que as alterações, as transformações, as variações, para ficar apenas em alguns dos sinônimos, fazem parte da nossa realidade.

 

Convivemos com mudanças de horas, dias, semanas, meses, estações climáticas… isso só citando a temporalidade como exemplo. É natural que a mudança afete as emoções de quem a vivencia, seja de forma direta ou não. Ela está presente e é nossa companheira por toda a vida, em pequenas ou grandes proporções. De repente, você cresce e as brincadeiras mudam, as necessidades são outras e uma roupa que se gostava já não serve mais.

 

O decorrer da vida obriga, força mudanças. Não é fácil perceber e até nos aproximarmos, principalmente das indesejadas, das que exigem decisões não imaginadas, como a perda de alguém próximo, o final de um relacionamento, a dispensa do emprego…

 

Muitas vezes, no entanto, a mudança não significa perda, mas oportunidade. Napoleon Hill, autor do livro Pense e Enriqueça, afirmou que “Em qualquer adversidade existe a semente de um benefício de igual tamanho ou maior”. Mas nem sempre conseguimos perceber, observar e absorver este horizonte de possibilidades que as mudanças podem nos proporcionar.

 

Dizem os estudiosos que quem tem dificuldades em aceitar as mudanças terá dificuldade em crescer pessoal e profissionalmente. Uma das formas de desenvolver nosso potencial e nos fortalecermos emocionalmente é enfrentando desafios constantes, expandindo nossa zona de conforto e nos sentindo capazes de nos adaptarmos.

 

O processo pode ser turbulento e cheio de frustrações e decepções, pois se corre o risco de no caminho se aproximar de coisas e situações indesejadas, consideradas por demais pesadas. Por outro lado, é um convite ao desafio, ao conhecimento dos próprios limites, o convite à superação, a ir além e, a quem sabe, sair fortalecido, vitorioso e satisfeito por ter alcançado os objetivos.

 

Sentir medo do novo é natural, mas também é uma trilha para o aprendizado, para o crescimento e desenvolvimento de talentos. Encarar as mudanças pode ser uma maneira de melhorar os sentimentos em relação a nós mesmos, uma conquista, um desafio. Assim como o contrário também pode acontecer: ao resistir às mudanças, pode-se diminuir a autoestima, sentir-se desencorajado e até impotente.

 

Adriana - CVV Araraquara

 

Se vc quiser conversar ligue 188 ou acesse www.cvv.org.br

 

 

Texto extraído do link: https://www.cvv.org.br/blog/o-que-representa-mudanca-para-voce/

Compartilhe
Please reload

Procurar por Tags
Please reload

Em Destaque
Please reload

Leitura Recomendada

Siga-nos:

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

Outros sites de Missões Nacionais

JUNTA DE MISSÕES NACIONAIS DA CBB
CNPJ: 33.574.617/0001-70
IE: 85.636.634
R. José Higino, 416 - Prédio 18 
Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20270-972
Cx Postal: 13363
CONTAS PARA DEPÓSITO:
Bradesco - AG 226-7 / CC 87500-7
Banco do Brasil - AG 093-0 / CC 20275-4
Santander - AG 4362 / CC 130001420; 
Caixa E.Federal - AG 1411-0 / CC 138-6 
Itaú - AG 0281 / CC 66341-9

© JUNTA DE MISSÕES NACIONAIS DA CONVENÇÃO BATISTA BRASILEIRA. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS