Um sofá cada vez mais leve

March 23, 2018

 

Saudações mais uma vez, queridos e queridas! Retornamos a estas páginas para dar prosseguimento, juntos, àquilo que nos propusemos desde a edição passada: a busca por saúde e por uma melhor qualidade de vida!

 

Como lhes disse em nosso texto anterior, o que lhes trago aqui não são simplesmente teorias, mas sim experiências reais pelas quais passei e outras que sigo experimentando até hoje, que, por terem dado resultado, posso agora compartilhar com vocês.

 

Nem sempre corri longas distâncias. Meros 5km eram algo intransponível para mim. A palavra chave foi e sempre será “motivação”! É isso que venho aqui tentar trazer. Nada de pressa ou atalhos milagrosos, pelo contrário, paciência e força de vontade serão de fundamental importância nessa caminhada, afinal, não é da noite pro dia que se consegue eliminar 8, 10, 15 quilos enquanto aumentamos nossas distâncias percorridas, seja correndo, seja caminhando.

 

E é falando em saúde que começaremos, reforçando aqui o que já foi dito anteriormente, que antes de começar a praticar qualquer tipo de atividade física rotineira, uma consulta ao médico, principalmente a um cardiologista, se faz necessária, para que não venhamos a ter nenhuma surpresa desagradável. Pressão arterial, índices e taxas sanguíneas como triglicerídeos, glicose e colesterol também devem ser monitorados.

 

Uma vez tendo em mãos o “apto” do seu médico, e tendo dado o primeiro passo, que é o de sair da inércia em que nos encontrávamos, precisamos estar dispostos a fazer algumas adaptações em nossa rotina e, mais adiante, em nossos hábitos também!

 

A primeira coisa que devemos saber é que, após iniciarmos a correr/caminhar com regularidade, seguramente os exercícios irão acelerar nosso metabolismo e começar a nos fazer “entrar em forma”. O que muita gente esquece, é que essa “mágica” só vai até certo ponto. É aí que muitos desistem!

 

Comigo também foi assim. Quase desisti! Eliminei meus primeiros “kg” muito rapidamente. Motivação maior não poderia existir, porém, depois de algum tempo, percebi que por mais que eu me esforçasse os “quilinhos” restantes já não mais queriam me deixar! Aumentei velocidade, tempo, distância... Nada disso adiantou! Já corria minhas provas de 5km há alguns meses e havia estagnado na balança. Pensei: “-Estou correndo à toa!”; “É! A magia acabou!”; e coisas desse tipo.

 

Corridas e/ou caminhadas são atividades que necessitam que dediquemos tempo a elas. Inicialmente 30, 40 minutos umas 3 ou 4 vezes na semana são o suficiente, mas este tempo vai aumentando conforme vamos melhorando fisicamente. O próprio corpo “pede”. O problema é que nossa rotina de trabalho, estudos, casa, filhos, etc. muitas das vezes não nos concede estes minutos/horas de folga, e é aí que vem o segundo passo na nossa mudança de vida, a reeducação alimentar. Logicamente perdemos peso (e muitos assim o fazem) mantendo nossos hábitos alimentares, simplesmente graças a atividade física que inserimos em nossas vidas, mas como eu disse, isso só consegue nos levar até certo ponto. A partir daquela encruzilhada, mais uma vez procurei saber mais sobre o assunto, e felizmente tudo voltou aos eixos!

 

Meu novo hobby ganhou a companhia de comidas mais saudáveis, menos gorduras, mais fibras, nada de frituras, o máximo possível de integrais, etc. Nesse processo, caso haja alguma dificuldade, é super válido, e diria até necessário, a ajuda de um(a) nutricionista, o que agregaria, além de tudo, equilíbrio à sua nova dieta. Ah! E tudo isso sem mudar muito o valor das minhas compras do mês, pois sempre tinha ouvido que “produto saudável é mais caro”. Pura lenda!

 

E assim foi! Descobri que nosso paladar pode facilmente adaptar-se a novos sabores e deixar outros de lado. Não foi sacrifício algum, lhes asseguro! A partir daí, mais e mais quilos começaram a se despedir de mim. Com menos peso e melhor preparo busquei distâncias maiores, e foi assim que, quase 8 meses depois de ter iniciado meu “corre-corre”, uns 9kg mais leve, decidi fazer minha primeira corrida de 10km, algo antes inimaginável para mim! Foi exatamente como na 1ª de 5km... sofrido! Mas foi! Era o gás que eu precisava para continuar a me cuidar.

Gente... 10km era uma infinidade pra mim! Era praticamente uma ida e volta em toda a extensão do Aterro do Flamengo. Pânico!!! Se 8 meses antes daquele dia me dissessem que em algum momento da minha vida eu “correria” aquela distância, eu certamente pediria para ser internado, mas fui lá e cumpri minha missão, em grande parte graças ao novo peso. Valeu a pena, e de quebra me trouxe mais motivação para prosseguir!

 

O fato curioso daquela mudança das corridas de 5km para as de 10km foi que tudo se passou em meio a um momento bastante complicado da minha vida. Apesar das conquistas e realizações que as corridas me proporcionaram, fatores externos como angústias causadas por problemas pessoais também nos impelem a desistir, e aquele momento ruim da vida também ameaçava tirar minha motivação. Esse novo “obstáculo” foi que me fez ver, realmente, o quanto o bom Pai do Céu vinha cuidando de mim, da minha saúde e da minha mente por meio daquela atividade física que havia colocado em meu caminho.

 

Após aquele dia descobri que as corridas não são apenas um hobby ou um esporte, mas podem ser, sim, um estilo de vida, uma válvula de escape, ou como muitos preferem dizer, uma ‘TERAPIA’! Eu tinha perdido peso, adquirido saúde, recuperado a autoestima e o amor pela vida... O que mais as corridas poderiam fazer por mim? Resposta: muita coisa! Aquilo ainda não era nem o começo.

 

Posso lhes garantir que, toda vez que escuto falar em “corpo, mente e coração” uma das primeiras coisas que ne vêm à mente são as corridas. Elas foram (e são) um instrumento de mudança em minha vida, em todos os sentidos, mas isso será assunto pra nossa próxima conversa. Fiquem na paz, cuidem-se e amem-se! Um grande abraço a todos, e vamos levantar desse sofá!!!

 

Clauber Ferreira

Professor

clauberpf@yahoo.com.br

Revista Elos l número 38 l janeiro-fevereiro 2018

Tags:

Compartilhe
Please reload

Procurar por Tags
Please reload

Em Destaque
Please reload

Leitura Recomendada

Siga-nos:

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

Outros sites de Missões Nacionais

JUNTA DE MISSÕES NACIONAIS DA CBB
CNPJ: 33.574.617/0001-70
IE: 85.636.634
R. José Higino, 416 - Prédio 18 
Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20270-972
Cx Postal: 13363
CONTAS PARA DEPÓSITO:
Bradesco - AG 226-7 / CC 87500-7
Banco do Brasil - AG 093-0 / CC 20275-4
Santander - AG 4362 / CC 130001420; 
Caixa E.Federal - AG 1411-0 / CC 138-6 
Itaú - AG 0281 / CC 66341-9

© JUNTA DE MISSÕES NACIONAIS DA CONVENÇÃO BATISTA BRASILEIRA. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS